Como funciona o aluguel de imóvel

Como funciona o aluguel de imóvel

Como funciona o aluguel de imóvel, quais são os documentos necessários para uma locação e outras dúvidas sobre este assunto, serão abordadas durante este texto. Leia com atenção.

Se você está procurando um lugar para morar, então uma boa alternativa seria alugar um imóvel.

De fato, o número de pessoas que preferem fazer isto está aumentando no Brasil – sendo que 40% da população, aproximadamente, vive de aluguel.

Existem pessoas que até mesmo preferem pagar aluguel ao invés de assumirem um longo financiamento imobiliário, por exemplo.

Enfim, as razões para escolher a locação não importam, o que realmente é importante é sabermos se você conhece exatamente como funciona o processo de locação, e se tem conhecimento sobre quais documentos e a necessidade de uma modalidade de garantia locatícia, para formalizar contratos de locação.

Enfim, tem muitas etapas até você conseguir alugar fácil, seja uma casa, apartamento ou imóvel comercial e é sobre isso que falaremos aqui, acompanhe!


Algumas coisas a considerar antes de alugar

Antes mesmo de formalizar o contrato de aluguel, você precisa levar alguns pontos em consideração:

  • Onde irá morar: procure um local com base na proximidade do trabalho ou de onde você considerar fundamental – isso vai ajudar você a decidir;
  • Necessidades x desejos: o que você está procurando em uma casa ou apartamento? Determinar o que é mais importante irá ajudá-lo a se concentrar em imóveis que realmente atendam às suas necessidades;
  • Considere seu orçamento: faça buscas por imóveis que de fato possa pagar o aluguel, evitando extrapolar seu orçamento mensal com essa despesa.

Entendido isso, vamos partir para o próximo passo que é juntar os documentos solicitados para formalizar contratos de locação. Confira!


Quais documentos são exigidos para o aluguel de imóvel?

Alguns documentos são necessários, tanto para garantir a sua segurança, quanto a de quem está alugando.

Você vai precisar de CPF e RG, além de comprovante de rendimento – preferencialmente 3 vezes o valor do aluguel.

Se você é declarante de imposto de renda, precisar apresentar a declaração juntamente com um comprovante de residência do local atual.

No entanto, outra coisa será necessária – um tipo de garantia para formalizar a locação.

Dentre os tipos de garantia de locação temos o fiador, caução, fiança onerosa, seguro fiança e outros.

Atualmente, imobiliárias preferencialmente usam a caução ou fiança onerosa como maneira de assegurar que irão receber os aluguéis.

Sendo assim, a seguir veja no que consistem esses dois tipos de garantia.


Explicando os dois tipos mais comuns de garantia de locação

Algumas coisas a considerar, antes de alugar seu imóvel, são por exemplo, entender qual o valor da garantia para locação e como irá providenciar o montante.

E de fato, esta é uma prerrogativa do locador, e não de você que irá alugar o imóvel – isto consta na Lei de número 8245/91, também conhecida como Lei do Inquilinato.

Esse recurso é providencial para que o proprietário tenha certeza de que irá receber os valores devidos de aluguel, caso o locatário (inquilino) deixe de pagá-lo.

Portanto, você terá que escolher algum tipo de garantia. O que de fato, pode ser uma quantia grande para pagar de uma vez só.

Mas, existe outra maneira de caucionar sua intenção de locação. Trata-se de uma das melhores alternativas para o problema de fiador criada até hoje: a garantia locatícia.


Como a garantia locatícia pode ajudar no processo de locação?

A garantia locatícia pode ajudar muito você na hora de alugar. Através dela, pessoas que não possuem fiador, tão pouco o valor para a caução, podem alugar o imóvel que necessitam e desejam.

Você também pode usar esse recurso. Tudo que precisa é apenas de um cartão de crédito.

Assim, você pode pagar a taxa de garantia em 12 vezes, no entanto, sem comprovação de renda e sem complicações.

Com esta garantia, você poderá alugar fácil o imóvel que deseja, sem burocracia ou multa contratual.

Na Avalyst, por exemplo, utilizando o recurso da fiança locatícia, além de aproveitar o imóvel que tanto gostou, ainda ganhará tempo para fazer sua mudança com calma.

E após resolvido essa questão da fiança, você já pode solicitar o contrato de locação, como veremos os detalhes a seguir.


O contrato de locação é o instrumento que regerá a relação entre locador e inquilino

É no contrato que estarão descritas – tanto obrigações como direitos – do dono do imóvel e da pessoa que estará locando esse imóvel.

Em síntese, neste documento você encontrará descrições bem detalhadas sobre o imóvel que irá alugar, assim como todas as penalidades que ocorrerão no caso do descumprimento das obrigações como inquilino.

Tudo deve estar descrito com exatidão, como por exemplo o prazo da locação, dia do vencimento do aluguel, quais taxas e encargos são de responsabilidade do inquilino e quais são do locador.

Além disso, estará definido questões sobre manutenção e o que é terminantemente proibido durante sua estadia neste imóvel.

Sem dúvida, um contrato bem escrito evitará conflitos com o dono da casa ou apartamento, bem como é a comprovação legal de um acordo feito entre as partes.

Como dito, entender sobre a Lei do Inquilinato, quais documentos deve apresentar, como pode usar a fiança locatícia da Avalyst são passos essenciais para que consiga alugar fácil.

E agora que já sabe o funcionamento do processo de aluguel, fale conosco e peça sua análise para garantir a fiança locatícia e assim alugar fácil o apê ou casa que está de olho!

Publicado em 2 de Outubro de 2020 Blog - Avalyst - Garantia Digital de Aluguel sem fiador ou caução